Bruxismo: o que é, causas e como tratar

 

De acordo com pesquisas recentes, o bruxismo é um transtorno que afeta 30% da população mundial segundo a OMS. Só no Brasil, 40% das pessoas sofrem com o problema de acordo com dados oficiais, inclusive, 15% das crianças avaliadas em um estudo da Faculdade de Odontologia da Unesp.

Apesar de não ter cura, o bruxismo pode e deve ser tratado para que os pacientes adquiriram uma melhor qualidade de vida e projetam seus dentes dos desgastes causados por este problema.

Mas você sabe mesmo o que é bruxismo e quais os seus sintomas? Se tiver dúvidas, não deixe de acompanhar este artigo e verificar como é possível tratar este transtorno de acordo com os melhores padrões odontológicos.

 

O que é o bruxismo?

Caracterizado por uma disfunção que causa o ranger ou o apertar dos dentes, o bruxismo pode ter diferentes níveis de intensidade e, em alguns casos mais sérios, causar problemas até nas articulações mandibulares (ATM). Se você acorda com dores no maxilar, nos músculos da mandíbula ou mesmo com dores de cabeça todos os dias, é importante considerar uma visita ao dentista para verificar a possibilidade de estar sofrendo de bruxismo.

 

Quais as causas do bruxismo?

Ainda não há total consenso sobre as causas exatas do bruxismo, mas, geralmente, se associa este transtorno a questões como:

  • Ansiedade, stress, excesso de tensão e outros problemas de ordem psicológica;
  • Desalinhamento entre os dentes;
  • Efeitos colaterais de medicamentos;
  • Dores de ouvido ou de dente;
  • E até mesmo o refluxo estomacal.

O bruxismo ainda pode ser sintoma de outras doenças, como o Mal de Parkinson.

 

Principais sintomas

O principal problema na hora de diagnosticar o bruxismo é que, nem sempre, o paciente consegue identificar o problema, achando que os sintomas de dores de cabeça ou maxilares são frutos de outros problemas. Muitas vezes, o problema só é percebido por parentes ou amigos, já que o bruxismo, na maior parte dos casos, se manifesta apenas durante o sono.

Além do principal sintoma (ranger, bater ou pressionar os dentes principalmente durante a noite) é importante ficar atento aos seguintes fatores que podem indicar a ocorrência do bruxismo:

  • Desgaste nos dentes e, em casos mais severos, até fraturas ou amolecimento;
  • Maior sensibilidade nos dentes;
  • Fortes dores de cabeça, na mandíbula ou maxilar;
  • Dores na face;
  • Problemas na gengiva;
  • Dores ou zumbido no ouvido;
  • Dores no pescoço;
  • Alterações no sono.

 

Como tratar o bruxismo

Hoje, o principal tratamento nos consultórios de odontologia, utilizado para restringir os movimentos dos dentes na hora das crises de bruxismo, consiste no uso das placas de acrílico miorrelaxantes, popularmente conhecidas como “placas de mordida”. Estes instrumentos auxiliam no combate ao desgaste dos dentes, no relaxamento dos músculos da mandíbula e, consequentemente, contribuem para a redução de dores e outros problemas associados ao bruxismo.

Nas situações mais severas, o bruxismo pode ser tratado de modo multidisciplinar, com o apoio de odontólogos, psicólogos e até fonoaudiólogos.   

Em todo caso, é fundamental consultar seu dentista para verificar qual o tratamento mais adequado, contribuindo para a sua saúde bucal e melhora da qualidade de vida.


E se você suspeita de bruxismo, não deixe de agendar uma avaliação na Odontoclinic. Contamos com dentistas que prezam pela excelência e que, certamente, irão te auxiliar no tratamento deste problema!