Mitos x Verdades: clareamento enfraquece os dentes?

 

Ter um sorriso branco, brilhante e com aspecto saudável… Quem não quer, não é mesmo? Graças a essa necessidade, que contribui tanto para a autoestima quanto para uma melhoria estética, os procedimentos de clareamento dental estão entre os mais procurados nas clínicas odontológicas de todo o país, segundo pesquisa recente da Associação Brasileira da Indústria de Artigos e Equipamentos Médicos e Odontológicos (ABIMO).

Apesar disso, muitos mitos são difundidos sobre o tema. Para auxiliar aqueles que desejam buscar este tratamento, mas tem dúvidas sobre seus benefícios, preparamos este artigo para responder uma das principais questões sobre clareamento: afinal de contas, ele enfraquece ou não os dentes? Encontre aqui a resposta e veja ainda quais são as principais vantagens do clareamento dental.    

 

Clareamento enfraquece os dentes? MITO!

Seria estranho que uma técnica tão promovida entre os dentistas prejudicasse sua arcada dentária, não é mesmo? Na verdade, o gel clareador utilizado nos processos de clareamento age somente na pigmentação que gera o escurecimento dos dentes, sem impactar, de modo algum, na estrutura dental.

O que pode ocorrer, na verdade, durante o tratamento, é a apresentação de sensibilidade por parte de alguns pacientes. Isso ocorre porque, ao atuar na dentina – região nervosa responsável pela coloração dos dentes – a arcada pode manifestar alguma sensibilidade, que varia de paciente para paciente e pode ser aliviada com o uso de produtos específicos, como géis e pastas.

Neste sentido, o clareamento não irá enfraquecer seus dentes e, caso você apresente alguma sensibilidade durante o tratamento, basta informar ao seu dentista, pois ele estará apto para lhe sugerir produtos capazes de eliminar ou minimizar consideravelmente tal sensibilidade.   

 

Devo tomar alguns cuidados na hora de realizar meu clareamento dental?

Sim, como qualquer procedimento odontológico, é importante respeitar alguns detalhes antes de iniciar seu tratamento. Veja os principais

- Não ingerir bebidas alcoólicas e determinados alimentos (café, comidas com excesso de corante, refrigerantes, açaí, biscoitos e molhos escuros são alguns que dentistas recomendam evitar) é fundamental para o sucesso do clareamento;

- Crianças e adolescentes que não tenham atingindo a maturidade dental e a formação total do esmalte dos dentes, não devem fazer clareamento. O procedimento é recomendado para maiores de 15 anos ou mais. Entretanto, só o dentista poderá fazer essa avaliação de modo preciso;

- Embora não haja uma restrição explícita, muitos dentistas não recomendam que mulheres façam clareamento durante a gravidez;

– Pessoas com excesso de sensibilidade nos dentes, devem informar seu dentista sobre o caso, para que ele possa avaliar a concentração adequada do gel clareador;

- É recomendado que o paciente volte com seu dentista de seis em meses, para avaliar os resultados e considerar novas sessões de clareamento.

 

Quais as vantagens do clareamento dental?

Ter um sorriso bonito, sem dúvidas, é um cartão de visitas perfeito tanto na vida pessoal quanto no cotidiano de qualquer profissão. Sendo assim, o clareamento dental contribui para autoestima daqueles que optam pelo tratamento, favorecendo uma sensação de rejuvenescimento, dentes saudáveis e melhoria estética do sorriso.

Para manter seu clareamento por mais tempo, busque clínicas e especialistas confiáveis e estude com seu dentista qual o melhor tipo de tratamento para seus objetivos. Em breve, abordaremos em nosso blog quais as opções de clareamento disponíveis no país.

Enquanto isso, acompanhe outros artigos e não se esqueça, cuide de sua saúde bucal, porque sorrir é tudo!