Como tratar a gengivite?

 

A gengivite é um dos problemas mais comuns relacionados a saúde bucal do brasileiro. Embora afete também crianças e jovens, as doenças inflamatórias na gengiva atingem mais a população adulta e costumam aumentar na medida em que envelhecemos. Segundo números do Ministério da Saúde, por exemplo, cerca de 82% da população entre 35 e 44 anos sofre com este problema.

Mas você sabe, realmente, como identificar e tratar a gengivite? Neste post, separamos uma série de informações importantes para que você possa ficar livre deste transtorno!

 

O que é Gengivite?

A gengivite é uma doença bucal caracterizada pela inflamação na região da gengiva que mais próxima aos dentes. Estas inflamações surgem, geralmente, pela falta de escovação e uso do fio dental, o que, por sua vez, gera acúmulo de placas e bactérias causadoras das infecções.

A gengivite é considerada a fase inicial de uma série de problemas, que, se não tratados, podem gerar até mesmo a perda dos dentes, como no caso da periodontite, inflamação mais profunda da gengiva que atinge os ossos e os tecidos que dão suporte aos dentes.

A boa notícia é que, quando tratada e acompanhada de uma boa higiene bucal, a gengivite pode ser facilmente curada pelo seu dentista.  

 

Quais os tipos de gengivite?

Os casos de gengivite mais comuns estão mesmo relacionados com o acúmulo de placa bacteriana e são deles que trataremos neste post de hoje. Além destes casos, outros tipos de gengivite que podem ocorrer nos pacientes são os seguintes:

  • Gengivite alérgica: provocada por reações alérgicas do paciente.
  • Gengivite associada a outras doenças: problemas como a herpes labial ou a diabetes também podem se associar ao surgimento da gengivite.
  • Gengivite Ulcerativa Necrosante: manifestação mais rara e grave da gengivite, em que a região das gengivas próxima dos dentes sofre desgaste e acaba gerando o aparecimento de feridas (úlceras).

 

Quais os principais sintomas?

Nos casos de gengivite mais comuns, os principais sintomas envolvem:

  • Vermelhidão e inchaço nas gengivas;
  • Sangramento durante a escovação ou uso de fio de fio dental;
  • Sensibilidade e dor nas gengivas;
  • Mau hálito frequente;
  • Recuo da gengiva;
  • Formação de “bolsas” entre os dentes causadas pelo acúmulo de placas bacterianas.

 

Como tratar a gengivite?

Primeiramente, é importante sabermos que a gengivite pode ser prevenida com uma boa higiene bucal. Manter uma escovação completa, sempre após as refeições, ao acordar e antes de dormir, incluindo a limpeza das gengivas, céu da boca e língua, é um passo fundamental para combater a gengivite. Além disso, o uso de enxaguantes bucais para evitar o acúmulo de bactérias é indispensável para combater a inflamação nas gengivas.

Quando diagnosticada, a gengivite é tratada com a limpeza das placas bacterianas e a periodontia (raspagem), em que os dentes e suas raízes são tratados através de limpeza manual ou através de aparelhos de ultrassom. Em casos mais graves, pode ser necessária uma cirurgia para facilitar o acesso do dentista as raízes dos dentes.

De todo modo, só o seu dentista será capaz de avaliar o grau de sua gengivite, quais serão os procedimentos necessários e o tempo exato do tratamento. Na Odontoclinic, nós contamos com dentistas especializados em periodontia que lhe auxiliarão a tomar todos os cuidados para que você possa se curar da gengivite.


Agende já sua consulta!