Você sabia que seu dentista também pode fazer procedimentos estéticos faciais?

Já pensou em ir ao dentista para cuidar também da harmonia do rosto, não só da saúde bucal? Embora a formação de um cirurgião dentista tenha foco em todas as funcionalidades do rosto, são poucas as pessoas que sabem que o dentista também pode realizar preenchimento facial.

Além da toxina botulínica, mais conhecida como Botox, existem outros produtos que possuem a função de preencher e dar mais harmonia ao rosto como um todo, não só ao sorriso.

O ácido hialurônico é um desses produtos e tem sido usado na Odontologia, principalmente para preenchimento labial. Embora a técnica seja muito conhecida para aumentar o volume dos lábios, o objetivo principal da biomodelação labial com ácido hialurônico é devolver o contorno dos lábios para pessoas que perderam esse contorno, principalmente por causa da idade.

O ácido também é aplicado com a finalidade de aumentar o volume da “maçã do rosto”, queixo e também para suavizar cicatrizes, procedimentos que duram entre 8 e 15 meses. Na Odontologia o ácido também pode ser utilizado para corrigir leves desequilíbrios da mandíbula, além do preenchimento labial.

Ácido hialurônico é um tipo de açúcar presente em grande quantidade no organismo, em especial nas cartilagens, articulações e, claro, em nossa pele. Esta molécula é responsável, essencialmente, pelo preenchimento dos tecidos e tem grande capacidade de absorção de água: ela é capaz de absorver o equivalente a mil vezes o seu peso em água. Apesar de presente em nosso organismo desde o nascimento, o ácido hialurônico tende a se tornar mais escasso ao longo do processo de envelhecimento natural da pele. Esta alteração compromete especialmente o preenchimento da pele, que ganha rugasmarcas de expressão e torna-se cada dia mais flácida. Por isso, a melhor maneira de controlar o avanço dos sinais da idade é a aplicação tópica ou cirúrgica do ácido hialurônico.

Por se tratar de uma substância orgânica acabou se tornando mais segura que outras por ser menos invasiva e estimular a produção de colágeno.

Que tal ir ao dentista e fazer uma avaliação?

Esperamos por você!