Não confunda: quais os principais sintomas da herpes labial?

 

De acordo com dados da Organização Mundial de Saúde (OMS), quase dois terços de toda a população do planeta sofre com a herpes labial. Mas você sabe mesmo identificar este problema e definir quais são seus principais sintomas? Veja agora o que caracteriza a herpes labial e o que você pode fazer para evitá-la.

 

O que é a herpes labial?

Embora seja mais conhecida pela manifestação nos lábios, a herpes é uma infecção causada por um vírus que pode atacar também a parte interior da boca e as gengivas. O vírus se manifesta, geralmente, através do aparecimento de bolhas ou pequenas feridas ao redor da boca quando estamos com baixa imunidade e, embora não tenha cura, ele pode ser controlado ao longo da vida.  

 

Quais os principais sintomas da herpes labial?

Além das bolhas, vermelhidão e dos pequenos machucados que podem surgir ao redor da boca, na parte interna ou nas gengivas, outras características comuns da herpes labial incluem:

  • Formigamento na região dos lábios;
  • Queimação na pele;
  • Inchaço na região das lesões;
  • Lábios doloridos;
  • Aparecimento de úlceras.

 

Como tratar o problema?

Conforme falamos acima, uma vez diagnosticada a herpes labial, o paciente terá que conviver com o problema ao longo da vida. A boa notícia é que, com os devidos cuidados, é possível controlar o surgimento de crises em que o vírus se manifesta.

O primeiro passo para tratar este problema é diagnosticá-lo corretamente. Para os casos mais comuns, ao redor da boca, o dermatologista poderá indicar medicamentos e medidas importantes para controlar o aparecimento das lesões.

Nas manifestações internas – gengivas ou dentro da boca – é importante informar seu dentista pois, em alguns casos, onde não há urgência no tratamento odontológico, ele poderá ser suspenso até que as lesões sejam tratadas, para a segurança do próprio paciente.

Após o diagnóstico, vale a pena seguir alguns cuidados para o controle da herpes labial:

  • Use protetor solar, pois o excesso de exposição ao sol podem ativar o vírus.
  • Mantenha os cuidados com a saúde bucal, mesmo em caso de manifestação do vírus, para evitar o acúmulo de bactérias nas regiões inflamadas.
  • Não compartilhe escovas, aparelhos de barbear, toalhas e outros objetos de higiene pessoal.
  • Mantenha uma boa alimentação para o fortalecimento da imunidade.
  • Cuide do seu sono e dos níveis de estresse, pois eles também favorecem o aparecimento do vírus.

 

E agora que você já se informou sobre este problema, não deixe de acompanhar nosso blog, com mais dicas sobre saúde bucal e novidades sobre o mundo da odontologia!