O que é a Disfunção Temporomandibular? Conheça as causas e saiba como tratar!

Você costuma sentir dores ao abrir, fechar a boca ou ao mastigar alimentos? Já teve a sensação de estalos ou mesmo de que a região da mandíbula está ‘travando’? Pois saiba que você pode estar sofrendo de Disfunção Temporomandibular, um problema muito mais comum do que você imagina! Neste artigo, você conhecerá os principais sintomas, as causas e como tratar este transtorno de modo eficiente. Não deixe de conferir!

O que é a Disfunção Temporomandibular?

As Disfunções temporomandibulares (DTM, também conhecidas como ATM) podem ser definidas como um grupo de alterações ou problemas nas articulações que ligam o maxilar (parte superior do crânio, no qual ficam localizados os ‘dentes de cima’) à mandíbula (parte inferior e móvel do crânio).

Segundo estudos recentes, até 68,9% das pessoas pode apresentar algum sintoma de DTM ao longo da vida, sendo que, aproximadamente 15% vai necessitar de tratamento.

As DTM costumam ocasionar desde dores localizadas e de cabeça até zumbidos e dificuldades de mover a boca. Em casos mais graves, estas disfunções podem, inclusive, necessitar de intervenção cirúrgica.

Quais as causas e os principais sintomas da Disfunção Temporomandibular?

O diagnóstico da Disfunção Temporomandibular é complexo e, em muitos casos, as razões para o surgimento deste transtorno são desconhecidas. Por isso, é fundamental consultar seu dentista caso sinta alguns dos sintomas da DTM, os quais podem incluir:

  • Dificuldade para abrir, fechar a boca ou mastigar alimentos;
  • Estalos durante a movimentação da mandíbula;
  • Inchaços no rosto;
  • Dores de cabeça, ouvido ou dores localizadas na região do maxilar;
  • Zumbidos.

Apesar de ser difícil identificar as causas da disfunção temporomandibular, algumas delas podem estar relacionadas com os seguintes problemas:

  • Desgastes nas articulações temporomandibulares em decorrência do envelhecimento, traumas e impactos;
  • Artrite das articulações temporomandibulares;
  • Bruxismo;
  • Tensões musculares;
  • Stress.

Vale lembrar que, para diagnosticar uma disfunção temporomandibular, o dentista poderá solicitar uma série de exames, como uma radiografia odontológica da mandíbula, ressonâncias magnéticas e tomografias.

Como tratar a Disfunção Temporomandibular?

Somente seu dentista poderá definir qual o tratamento ideal para a cura e o controle da disfunção temporomandibular. Em alguns casos, ele poderá, inclusive, envolver outros profissionais de saúde, como cirurgiões especializados, por exemplo.

Dito isso, os principais tratamentos para a disfunção temporomandibular podem incluir:

  • Uso de analgésicos, relaxantes musculares e sedativos;
  • Uso de técnicas de relaxamento;
  • Intervenção cirúrgica para a remoção de tecidos inflamados, reparação das articulações e/ou lavagem do espaço articular;
  • Tratamentos de fisioterapia;
  • O dentista pode também indicar a adoção de uma dieta com alimentos mais macios e fáceis de mastigar, evitando assim que as articulações temporomandibulares não sofram impactos após  um procedimento cirúrgico.

Agora que você já sabe tudo sobre a disfunção temporomandibular, caso suspeite que está sofrendo deste transtorno, não deixe de procurar um dentista o quanto antes. Na Odontoclinic, nós contamos com milhares de profissionais de excelência, prontos para te auxiliar a curar este problema de uma vez por todas.

Agende agora mesmo sua consulta!